28 de junho de 2015

O Voo das Arraias


São nos raios d'água
que as arraias raiam.

O ar desmaia
em desângulo fôlego.

Losango-corpo carpindo voos
sobre marinhos quintais.

Em peitorais velozes
 perfuram a pele do mar,
talvez felizes de voltar.

Volitam antes do atrito.
Giram até o grito virar

música.

Nenhum comentário:

Postar um comentário