13 de outubro de 2014

Nascimento


             Pintura de Jacek Yerka
























Nasci exausta.
Em um sábado que pertenceu à chuva.

Nasci em dia de inundação.
Nasci em dia.

Difícil atravessar a cidade...

Fui nascendo menos, depois,
na falha principal de cada ser.

Eu venho de onde esqueci
as janelas abertas sobre o peito
 de uma essência que não desistiu.

Sou a soma pródiga por retornar
antes do corpo definitivo
da ausência.

Não é preciso mencionar
 na dúvida a infância.

Crescer não mereceu minha certeza.