14 de setembro de 2014



Crepúsculo.
Uma borboleta  aleatória
circunda sobre o músculo
latente do mundo.

Tremendo as asas,
 diante das coisas advindas do medo,
muda de ida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário