7 de setembro de 2011

Sétima Revelação

do livro de Isólithus

Joan Miró
 
Organizar a dor.
De joelhos redobrados
retirar dela a descontínua ameaça
dos que sem querer te esperam.

Tão provisório o risco
de tudo o que antecipa a dúvida,
que seguir a intuição das camélias
não modificará o pasto.

Quando voltarem os cavalos,
- de novelos nas patas -
tuas colinas ampliadas
saberão do equilíbrio da  força
ante o regresso.

E tua coleção de infinitos
terá a velocidade da sorte.


Para que aprendas
a entregar os frutos de teu silêncio
aos justos de imaginação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário